Gravações - Repertório

As obras abaixo estão prontas e disponíveis para apresentações, concertos e recitais.




Nem todas as gravações foram atualizadas, portanto, algumas obras já possuem uma interpretação mais apurada.
Maiores informações, no Link Repertório e Downloads/Gravações

segunda-feira, 20 de abril de 2015

Desafio do ano - Polonaise Op 53

Estudo de música não é diferente de frequentar uma academia. Para que você continue, existe a necessidade de superação, do desafio. A cada passo dado, a cada compasso superado, é uma vitória, e são estes desafios que nos movem para frente e fazem com que avencemos no repertório.

Como de costume, escolhi mais uma obra para avançar tecnicamente. Desta vez, desenterrei de meus arquivos impressos a Polonaise Op 53 (n6) de Chopin. Obra extremamente conhecida, considerada uma das mais belas de Chopin.
Após uma breve busca, encontrei a peça!

Tendo sido composta em 1842, quando Chopin possuía seus 32 anos, a obra é considerada um expoente de seu tempo, apresentando certa complexidade que exige um certo nível técnico e maturidade por parte do interprete.

Espero conseguir atingir o objetivo. Agora, o foco é estudar a obra, pouco a pouco, compasso por compasso.


Abaixo, um vídeo de Arthur Rubinstein executando a Polonaise Op 53

sábado, 4 de abril de 2015

Apresentação Coral da CELSP-NH - HL88 - Paixão Segundo São Marcos

O Hinário Luterno tradicional, utilizado globalmente e também muito tradicional nas igrejas Luteranas no Brasil, possui diversas obras de grandes compositores, entre eles, J. S. Bach.

Este ano, efetuamos a primeira tentativa de uso de uma das obras de Bach com o coral da CELSP, utilizando o arranjo original e adaptação da letra em Português.

Abaixo, podem conferir o resultado.


quinta-feira, 2 de abril de 2015

Em breve - Disponibilização de download

Tenho percebido que o download das músicas teve uma aumento significativo nos últimos dois meses, fazendo com que o o SoundCloud atinja o limite de downloads muito antes do fechamento da primeira quinzena do mês.

Inicialmente não acreditava que a procura pudesse aumentar desta forma, portanto, estou analisando uma outra forma para distribuição das músicas, além do SoundCloud que disponibiliza a opção de execução online.

Em breve, devo estar disponibilizando uma segunda forma para download dos arquivos através do botão "Downloads" no menu principal do site.




Aguardem!

Dispositivos Sampler - O que é um Sampler?

O Sampler é um equipamento que consegue gerar ou executar amostras de instrumentos musicais conforme a necessidade, com base em instruções e parâmetros passados pela console de comando (teclado). Ou seja, o Sampler pode ser simplesmente um equipamento com interface MIDI ligado a algum outro instrumento ou console que irá passar-lhe as informações de qual amostra deve ser executada e os demais parâmetros para sua correta execução.

Atualmente, este tipo de equipamento pode ser encontrado em duas formas distintas: Dentro de um instrumento digital específico, ou na forma de um Sampler dedicado. Como exemplo de instrumento digital que utiliza esta forma para gerar sons podem ser citados os Órgãos Digitais da marca Johannus, considerados atualmente os melhores órgãos com esta tecnologia no mercado, e como exemplo de Sampler dedicado, pode ser citado o AKAI MPC2000, um Sampler muito popular no ano 
de 1997.

AKAI MPC2000
Fonte: www.vintagesynth.com

Samplers e o mercado de instrumentos

Os Samplers dedicados tem perdido força no mercado com o advento da microeletrônica e de computadores mais poderosos. Estes equipamentos eram extremamente caros e complexos, utilizando chips DSP dedicados de extrema complexidade, sendo muitas vezes limitados pela quantidade de memória disponível. Este fato faz com que um Sampler como o AKAI MPC2000 não consiga executar determinadas amostras de piano por falta de memória para carregá-las, uma vez que um conjunto de amostras de um piano Steinway modelo D podem chegar a 2 GB. Com o tempo, os Samplers dedicados passaram a ser substituídos por computadores devido a praticidade.
Exemplo de uso do GrandOrgue
Fonte: http://sourceforge.net/projects/ourorgan/

Atualmente a maioria dos músicos e estúdios que fazem uso de técnicas digitais para composição de suas músicas, utilizam softwares específicos rodando em um computador pessoal.
Por outro lado, a aplicação do conceito de amostragem e execução de amostras passou a ser utilizado de forma ampla para a construção de instrumentos digitais que simulam instrumentos musicais reais, tais como órgãos e pianos digitais. A técnica de amostragem e execução controlada em loop possibilitou um incremento na qualidade destes instrumentos, tornando sua sonoridade indistinguível de um instrumento real. Um dos primeiros instrumentos a utilizar esta técnica foi o Synclavier, mesclando técnicas de sintetização com técnicas de amostragem para composição de sons de alta fidelidade, conforme relatado por Hugh Davies:


O primeiro instrumento que faz uso de amostras digitais apareceu por volta de 1971. Tratava-se de um órgão de igreja desenvolvido pela Allen Organ Company, na Pensilvânia. Da mesma forma que o Welte Lichtton-Orgel de 1930, eram gravados exemplos de todos os tubos que compunham um órgão, porém, neste caso os tubos foram transportados individualmente para a Pensilvânia. A Rocky Mount Instruments, uma subsidiária da Allen Organ Company desenvolveu uma abordagem com amostras de órgãos de tubos no portátil RMI Keyboard Computer, que tratava-se basicamente de um sintetizador polifônico com ondas carregadas por cartão perfurado. Este instrumento deu origem as primeiras versões do Fairlight CMI e do Synclavier, os primeiros instrumentos com capacidade de execução de amostras de instrumentos reais (DAVIES, 2014, tradução nossa).


Com o passar do tempo, novas tecnologias surgiram propiciando um novo aumento de qualidade sonora, tais como o método de amostragem PCM, que necessita de maior espaço de armazenamento. Desta forma, os fabricantes de instrumentos passam a utilizar o sistema PCM de amostragem, guardando as formas de onda em memória do tipo Read Only Memory (ROM) sendo acessada por um microprocessador de controle (DAVIES, 2000).

Durante a segunda metade da década de 80, surge uma nova classe de hardware Sampler. Fazendo uso de memória do tipo Random Access Memory (RAM), não só é possível carregar as amostras, como é possível sintetiza-las. Desta forma, surgem equipamentos com capacidade de sintetização e amostragem, chamados de resintetizadores (do inglês resynthesizers). Estes instrumentos geram seu som com base em amostras previamente tratadas e parametrizadas. Um dos primeiros fabricantes a utilizar esta técnica é a Roland, com seu sistema Linear Arithmetic Synthesis, que faz uso de sons sintetizados em PCM derivados de exemplos de instrumentos reais. Em 1991, 80% dos instrumentos sintetizadores já fazem uso desta técnica, tornando seu som praticamente indistinguível de um instrumento real, mesclando o melhor das duas técnicas (DAVIES, 2000).
Roland A90
 Um dos primeiros instrumentos "resintetizados"popularizado no mercado




CopyRight: Josias Diego Martins, 2014 - Todos os Direitos Reservados

Bibliografia:

DAVIES, Hugh. A History of Sampling. Disponível em <http://journals.cambridge.org/action/displayAbstract?fromPage=online&aid=49995>.

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Aulas de música

O retorno das atividades da escola de música da Comunidade Luterana São Paulo de Novo Hamburgo ocorre na primeira semana de Março. Ainda dispomos de vagas para teclado, piano, flauta doce (todas as 4 vozes) e violão. Abaixo, seguem os dias que ocorrem as aulas, quem tiver interesse, pode comparecer num destes dias e tratar diretamente com os professores.

Flauta Doce e Teoria Músical
Terça-feira, as 18:00 horas

Violão
Quinta-feira, às 18:00 horas

Teclado e Piano
Sábado, as 09:00 horas


As aulas ocorrem semanalmente, iniciando no dia 03/03/2015, maiores informações podem perguntar através do próprio Blog ou apenas comparecer ao local no horário estipulado e falar diretamente com o professor.