Gravações - Repertório

As obras abaixo estão prontas e disponíveis para apresentações, concertos e recitais.


Nem todas as gravações foram atualizadas, portanto, algumas obras já possuem uma interpretação mais apurada.






Maiores informações, no Link Repertório e Downloads/Gravações

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Invenções de Bach

Bach, como todos sabem, foi o gênio que popularizou o sistema tonal temperado.

Este grande gênio da música, criou "um" livro, chamado "O Cravo bem temperado" (Well-Temperd clavier) que possui um preludio e fuga para cada tonalidade existente. Todos bem acabados e construídos, demonstrando a viabilidade do uso do sistema tonal, mas isto é história para outro post.

As Invenções

Elas foram compostas para auxiliar no ensino de seus alunos. Nesta época não existiam muitos exercícios compostos, então Bach tratou de compor uma série de pequenas músicas, as quais deu o nome de Inventio, a duas vozes, e de Sinfonia, para as suas invenções a 3 vozes.

Estas obras, junto aos Prelúdios e Fugas do CBT (Cravo bem Temperado) demonstram a maturidade deste sistema tonal. Todas as invenções de Bach possuem grandes carcterísticas em comum, como o caráter acendente de seus temas, o que indica que foram compostas em um mesmo período para um propósito único.

Elas foram concebidas para auxiliar no desenvolvimento técnico e na independência entre as duas mãos. Aumentando assim a dificuldade gradualmente, e inserindo uma terceira voz nas Sinfonias. A grande maioria dos professores de piano continuam a desenvolver estas obras com seus alunos, pois acabam por servir como uma "iniciação" as obras contraponteadas, facilitando assim o posterior estudo do CBT ou mesmo de outras obras de período Barroco, principalmente.

Estrutura

Uma invenção possui uma estrutura relativamente simples. Basicamente o tema é esposto na primeira voz e em seqüência, na segunda vos em sua tonalidade original (tônica), posteriormente ele é re-exposto noutra tonalidade, sendo precedido por um desenvolvimento que deverá culminar na relativa menor da tonalidade da obra, onde ocorre a re-exposição do tema nesta tonalidade (relativa menor), posteriormente o desenvolvimento segue, dando continuidade a seqüência de modulações, finalizando a obra em sua tônica.


Inventio 1



Em vermelho, podemos ver o tema sendo exposto na primeira voz, em sua tonalidade original (Dó Maior),  e na segunda voz, posteriormente, o tema é re-exposto em  Sol Maior, após esta re-exposição da-se início a uma série de modulações, a qual chamamos de desenvolvimento (destacado em verde no exemplo)

Este exemplo acima é apenas uma parte da análise de uma invenção, o desenvolvimento tende a continuar até que, através de uma seqüência de modulações, chega-se a relativa menor da tonalidade da obra (neste caso, Lá Menor). Após a exposição do tema na relativa menor as modulações continuam, finalizando a obra em Dó Maior.


Quem quiser aprofundar-se mais acerca das Invenções de Bach, sugiro a leitura do excelente artigo abaixo:
http://www.music.qub.ac.uk/~tomita/essay/inventions.html

4 comentários:

  1. Josias, fiquei muito feliz em ver seu perfil na Internet... Na verdade, você me ajudou em um problema pelo FGdH e eu vi o link pro blog na Internet. Também sou pianista; estudo há dois anos. Pretendo pestar Engenharia da Computação em 2012, quando completar o Ensino Médio. Parece que você tem bastante coisas a ver comigo... ;)

    ResponderExcluir
  2. Legal Adriano. E como andam os estudos ao piano? Hoje eu me arrependo até o útimo fio de cabelo de ter deixado de lado. Mas fazer o que, agora é correr atrás da máquina hehehe..

    ResponderExcluir
  3. rsrsrs... agora estou estudando a 1ª invenção de Bach, uma Sonata de Beethoven e a Valsa Brilhante de Chopin... estou gostando mesmo!
    Vc tem MSN?

    ResponderExcluir
  4. Tenho sim, já te adicionei, peguei o seu MSN no teu perfil do blogger ;)

    Podemos trocar idéias e dicas por MSN, um forte abraço, fique c/ Deus.

    ResponderExcluir